Terça-feira, 26 de Maio de 2009

Verdes Anos

 

 

Porque esta música é o Rio Tejo quando desagua e também é o Mondego a desaguar, tal como o Douro e o Sado e o Minho.

Porque esta música é quando alguém emigra para França ou para Alemanha, mas também é quando se volta à terra.

Porque esta música é o cheiro da terra molhada no Alentejo, mas também no Algarve e nos Açores.

Porque esta música é um queijo da Serra, mas também é um queijo de Serpa.

Porque esta música é uma criança a chorar ao colo da mãe enquanto apanham o 28 para a Graça.

Porque esta música é quando um filho enterra um pai e quando um pai enterra um filho.

Porque esta música é quando alguém olha nos outros de outro e não consegue sair de lá nunca mais, mas também é quando se discute por amor ou por raiva.

Porque esta música é o nosso primeiro beijo e o nosso último adeus.

Porque esta música é quando uma foice do Minho corta trigo, mas também é uma foice alentejana a cortar centeio.

Porque esta música é o caminho que todos os dias fazemos para o trabalho e o de volta a casa.

Porque esta música é acordar num domingo de sol no verão e decidir ir ter com milhares de pessoas numa praia do Algarve.

Porque esta música é quando tentamos não pagar uma multa, quando tentamos fugir aos impostos, quando achamos que a salvação nacional depende de um golo da selecção, é quando dizemos que está tudo mal, mas também é quando dizemos que somos os maiores e que só não somos mais produtivos porque os patrões são maus.

Porque esta música é quando vamos para casa no fim de uma noite de bebedeira com os amigos, mas também é essa noite toda, e todos os abraços que lhes damos, e os sorrisos que fazemos a raparigas com decotes generosos ou a rapazes a quem as calças assentam bem.

Porque esta música é uma imperial muito fresquinha bebida na Praça do Peixe em Aveiro, no Piolho do Porto, no Bairro Alto de Lisboa, na Sé de Viseu, na Praça da República de Coimbra.

Porque esta música somos todos nós quando atravessamos o Tejo de cacilheiro e nos emocionamos, é quando, mesmo fazendo a viagem todos os dias do ano achamos que é sempre a primeira vez em que o estamos a fazer e por isso suspiramos e temos força para continuar.

Porque esta música é o verde e o vermelho da bandeira.

Porque esta música são os heróis do mar deste nobre povo, mas também os piratas deste pobre povo.

Porque esta música é o nosso 8 e o nosso 80.

Porque esta música é uma estrada secundária no interior mas também no litoral, e no norte e no centro, e no sul e nas ilhas.

Porque esta música é uma festa de Santo António e de São João.

Porque esta música é o sol a por-se na praia de Mira, na praia da Figueira da Foz, na praia da Costa da Caparica, na praia de Espinho, na praia de Moledo.

Porque esta música é um golo do Eusébio, uma nota da Amália, um traço do Almada, um pensamento do Agostinho da Silva, uma pedalada do Joaquim Agostinho, uma passada do Carlos Lopes e da Rosa Mota, uma palavra do Saramago, do Lobo Antunes e do José Luís Peixoto e do Torga, é um debate do Cunhal com o Soares, é uma reportagem do Pessa e um poema do Pessoa, é um canto do Camões e uma declamação do Viegas, é um projecto do Siza e um filme do Joaquim de Almeida, é o José Rodrigues dos Santos a dizer-nos "boa noite e até amanhã", é o Vaz Marques da TSF e o Macedo da Antena 1, é uma crónica do Ricardo Araújo Pereira, é uma personagem do Herman e um desenho animado do Granja.

Porque esta música é o D. Sebastião a perder-se em Alcácer-Quibir.

Porque esta música somos mesmo todos nós.

Porque esta música É e vamos sempre continuar a sê-la.

publicado por swashbuckler às 20:12
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Sónia Martins a 26 de Maio de 2009 às 22:27
já estava a ter um dia saudoso mas depois de ler este post afoguei-me em lágrimas...e também em orgulho de ser portuguesa:)
De Joana a Insana a 28 de Novembro de 2009 às 17:39
Pois é, esta música É! Esta música É tanto, que não é uma música só...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Casas novas

. O Rei

. Diz o roto ao nú

. A quem serve o populismo?

. Um beijo de parabéns à UG...

. Portugal não é a Grécia e...

. 21 de Outubro: Orson Well...

. Decimatio

. Coincidências felizes

. Ah...a adolescência!

.arquivos

. Agosto 2016

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds