Sábado, 25 de Abril de 2009

Porque eles continuam a comer tudo!

 

 

Já são 35, 35 longos anos de democracia, liberdade de imprensa, de expressão, de pensamento. Ou então talvez sejam 35 longos anos de poder mal usado, de liberdade de subsmissão, de liberdade de sujeição, de liberdade para sermos sujeitos a um sem número de crimes contra a dignidade pessoal. A diferença é que agora nos podemos sujeitar a eles com um sorriso nos lábios porque mesmo discordando de quem nos governa não vamos parar com os costados a uma cela de prisão.

Claro que estamos melhor agora do que antes, claro que qualquer "status quo" é melhor do que décadas de cinzentismo e União Nacional.

Mas está podre esta liberdade que Abril nos deu.

Olhando para trás vemos o 25 de Abril, o 4 de Julho americano, o Maio de 68, a Revolução Francesa, a luta asceta e desarmada de Gandhi, o 20 de Maio de Timor-Leste, a Revolução Cubana, a queda do Muro de Berlim, a Revolução Bolchevique de 1917, e outra quantidade enorme e infindável de constantes lutas pela INDEPENDÊNCIA, pela AUTO-DETERMINAÇÃO, pela DEMOCRACIA, pelo poder do POVO.

No fundo pelo lema da Revolução Francesa, LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE.

Mas para que serviram todas estas lutas, sejam elas de esquerda, direita, centro, ou de simples necessidade de libertação? Parece-me que apenas para manter os nossos espíritos libertários acesos, para que não se apague nas nossas mentes a utopia de um dia sermos seres humanos racionais e razoáveis em toda a verdadeira dimensão que isso acarreta.

No fundo estas lutas sempre serviram para que uns ocupassem os lugares dos outros, para que a redistribuição da riqueza fosse feita mas com muito engenho e arte, esquecendo sempre quem mais necessita dessa mesma redistribuição.

Vamos então continuar a cantar Abril pela boca do Zeca ou pela nossa. Vamos manter viva a utopia de sermos livres, iguais e verdadeiramente fraternos. 

Sendo assim, 25 de Abril sempre! Mas com cuidado, porque há sempre quem ache que esperneamos demais e se há coisa que eu não quero é ficar sem pernas! 

 

 

publicado por swashbuckler às 16:46
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De sebastiao a 25 de Abril de 2009 às 18:14
O escravo ideal é o que pensa ser livre.

mas enquanto o poder se transforma e adequa a conjuntura interesses para sua propria manutenção..o que sobrevive sao as coisas que amamos os sonhos e interesses comuns.. enfim nao tou com cabeça mas tinha de opinar sobre os 35 do 25.
De Sassmine a 29 de Abril de 2012 às 14:13
Acordar todos os dias em Abril. E já é quase Maio.*

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

.pesquisar

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Casas novas

. O Rei

. Diz o roto ao nú

. A quem serve o populismo?

. Um beijo de parabéns à UG...

. Portugal não é a Grécia e...

. 21 de Outubro: Orson Well...

. Decimatio

. Coincidências felizes

. Ah...a adolescência!

.arquivos

. Agosto 2016

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds