Sábado, 31 de Janeiro de 2009

A propósito...

...de artistas consagrados e suas vidas. Descobri ontem que não vou ser nunca um actor com uma carreira excepcional e de reconhecido valor artístico.

 

O que me levou a encarar esta triste realidade foi o facto de não ter uma vida consentânea com o ser uma vedeta, ou estrela, como preferirem. Sou demasiadamente normal e pacato! Senão vejamos. Mozart, Beethoven, vidas complicadas, pelo menos no início. James Dean, Kurt Cobain, Jimi Hendrix, Janis Joplin, e tantos outros, mortes prematuras, vidas bem regadas de álcool e bem perfuradas por drogas. Jack Nicholson, descobriu que afinal a sua mãe era a sua avó e que portanto era filho da irmã. Perceberam? Edith Piaf, uma vida completamente condenada à tristeza, esta então abusou! Ray Charles, Johnny Cash, drogas. E a lista podia continuar por aqui fora. Certamente não terão de fazer grande esforço para se recordarem!

 

Assim, vou resignar-me ao facto de continuar para sempre no anonimato e na mediana. Talvez faça algumas coisas interessantes, quem sabe, mas nunca verei o meu nome perpetuado durante séculos.

Existe uma opção. Tornar a minha vida diferente, viciar-me em qualquer coisa que me leve à degradação física, arranjar amores ainda mais complicados do que os que vou tendo, passar a ter um feitio mais perto do insuportável do que de outra coisa, enfim, glorificar-me através do sofrimento e falta de julgamento!

 

Por isso não se assustem se me virem completamente bêbedo todos os dias, a cheirar coca ou a chutar cavalo, a bater em namoradas, a tentar matar-me quando for rejeitado, a tratar mal tudo e todos. Tenham consciência de que estarei a fazê-lo por amor à arte! E por amor a uma carreira que fique na memória colectiva de um povo, quiçá do Mundo!

publicado por swashbuckler às 16:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Mais Piaf

 

 

publicado por swashbuckler às 16:11
link do post | comentar | favorito

La Môme

 

 

Se deus existe concerteza que esta senhora foi criada por ele! Completamente débil e cheia de problemas psicológicos, quando subia a um palco é o que aqui se vê!

Estive ontem a ver o filme "La Vie en Rose" e aconselho vivamente. Além de se ouvir boa música, a Marrion Coutillard tem um desempenho soberbo, recordo que até ganhou o Óscar de Melhor Actriz. Bem merecido.

Ouçam Piaf...por favor!

 

 

publicado por swashbuckler às 12:15
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Música do dia 10

Grupo - Kings Of Leon

Música - Use Somebody 

publicado por swashbuckler às 22:25
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

...

Estou um bocado farto disto...

Para onde me viro agora? Sigo o mesmo caminho de sempre ou entro no desconhecido? O desconhecido não o é assim tanto, isto fazendo um raciocínio pouco demorado mas bastante acertivo. O mesmo caminho de sempre já sei aonde me leva e me continuará a levar.

Bem, hoje as coisas não correram bem, pode ser que daqui a umas horas o mundo ganhe outras cores e a minha pele seja mais cheirosa.

No fundo as complicações são criadas de mim para mim.

Pode ser que um copo de leite quente resolva esta arrelia, ou então um banho de água gelada! Sempre faz desaparecer a erecção...é isso mesmo, tenho de tirar a erecção da minha cabeça, transportá-la para os meus braços e começar a lutar com eles.

Só se vai lá assim...será?

Agora apetecia-me esbofetear-te(me).

publicado por swashbuckler às 00:31
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Janeiro de 2009

Futemerda

Sim, gosto muito de futebol. Sim, sou sócio do Benfica. Sim, já deixei de fazer muitas coisas para ver o Benfica, jogos de Europeus, Mundiais, Champions, etc...

E sim, estou um bocado farto de ser constantemente bombardeado com os problemas do futebol português. Vamos ser claros e objectivos! Será isto ainda um desporto? Talvez o seja em Inglaterra, apesar de todos os interesses financeiros que rodeiam a liga e os seus jogadores, mas quando vejo aquelas bancadas e os olhos dos jogadores, treinadores, percebo que ali há qualquer coisa diferente. Atrevo-me a adivinhar. As pessoas gostam do jogo, quando se deslocam ao estádio vão apreciar um espectáculo, pagam um bilhete para se divertirem, se o seu clube ganhar tanto melhor. Não quer isto dizer que não haja por lá fanáticos, aliás, os Hooligans não apareceram em Portugal...

 

Ora bem, serve então este texto para mostrar a minha indignação com o futebol que se pratica (ou tenta praticar) em Portugal. Não tanto pelo que se passa nas quatros linhas mas pelo que se passa cá fora, com constantes processos disciplinares a este e aquele, constante atropelamento dos regulamentos, constante suspeição, constante tentativa de enganar os outros, enfim...vocês sabem do que eu estou a falar!

 

Nas quatro linhas o caso também anda mau por vários factores, muitos jogadores de classe duvidosa, campos em muito mau estado, árbitros muito maus, ordenados por pagar, equipas que praticam o anti-jogo como se de um sistema de jogo se tratasse! Conclusão: estádios vazios! E sabem que mais? Por mim estariam ainda mais vazios. Se vemos árbitros e jogadores a fazerem constantemente avisos de greve e a dizer que as coisas estão mal, se vemos treinadores e dirigentes que, ordeiramente, se insultam todos os dias nos jornais, se temos os árbitros sempre a errar, então porque não fazer uma greve de espectadores?

Digo mesmo mais, era uma greve aos jogos nos estádios e aos jogos na televisão, sim, tudo a deixar de pagar a Sporttv. Ai ai, aí sim, iamos ver todos os intervenientes nesta merda de campeonato "profissional" a gritar "aqui d'el rei" que as pessoas não nos querem ver!

Será muito difícil deixar os clubismos de parte e sentarem-se todos a uma mesa e decidirem de uma vez por todas por isto na ordem?

Sim, em Portugal é difícil porque o  futebol é apenas um espelho de aumento do que se passa por todo o País, infelizmente.

 

No futebol como no resto do País, andamos todos a ver se nos enganamos uns aos outros, se conseguimos fugir a impostos, se conseguimos não pagar segurança social, se conseguimos que a nossa corporação alcance o seu objectivo, se conseguimos fechar a fábrica sem pagar o resto dos salários aos trabalhadores, enfim...a puta da confusão!

 

No futebol é o mesmo, ou julgam que todos os clubes querem que os árbitros sejam todos muito bons e nunca errem? Não, o que eles querem é que os árbitros so errem nos jogos dos outros, e se errarem nos jogos deles, desde que seja em seu proveito, está tudo bem!

 

Numa palavra, ridiculamente baixo e sem honra! É assim que vai a bola aqui no rectângulo.

 

Por mim deixava já de ver jogos, de pagar quotas, de ir aos estádios, mas o bichinho está cá dentro e é difícil expulsá-lo! Mas uma coisa vos digo, se isto continua assim, vou ter mesmo de arranjar maneira de o expulsar, custe o que custar!

 

P.S. - desculpem o mail extenso e sobre este assunto, mas também como não sou lido por muita gente e vocês já me conhecem, perdoem-me lá esta. Além disto não fiz o blog para falar de bola...mas sinceramente, teve mesmo de ser, já não aguentava. Desabafo para o LCD quanto mais não seja. 

publicado por swashbuckler às 16:30
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Chuva

Chove.

Não consigo olhar para lá da chuva. Os acontecimentos propiciam que me mantenha no casulo e não me molhe. Talvez seja melhor assim.

Continua a chover cá dentro e lá fora, e a chuva de dentro não deixa que me molhe com a de fora.

Fico molhado só por dentro, sempre evito constipações!

publicado por swashbuckler às 22:51
link do post | comentar | favorito

Música do dia 9

Música - O Casamento dos Pequenos Burgueses

Autor - Chico Buarque

publicado por swashbuckler às 19:32
link do post | comentar | favorito

A las cinco de la tarde

A las cinco de la tarde.
Eran las cinco en punto de la tarde.
Un niño trajo la blanca sábana
a las cinco de la tarde.
Una espuerta de cal ya prevenida
a las cinco da la tarde.
Lo demás era muerte y sólo muerte
a las cinco de la tarde.
El viento se llevó los algodones
a las cinco de la tarde.
Y el óxido sembró cristal y níquel
a las cinco de la tarde.
Ya luchan la paloma y el leopardo
a las cinco de la tarde.
Y un muslo con un asta desolada
a las cinco de la tarde.
Comenzaron los sones del bordón
a las cinco de la tarde.
Las campanas de arsénico y el humo
a las cinco de la tarde.
En las esquinas grupos de silencio
a las cinco de la tarde.
¡Y el toro solo corazón arriba!
a las cinco de la tarde.
Cuando el sudor de nieve fue llegando
a las cinco de la tarde,
Cuando la plaza se cubrió de yodo
a las cinco de la tarde,
la muerte puso huevos en la herida
a las cinco de la tarde.
A las cinco de la tarde.
A las cinco en punto de la tarde.
Un ataúd con ruelas es la cama
a las cinco de la tarde.
Huesos y flautas suenan en su oídeo
a las cinco de la tarde.
El toro ya mugía por su frente
a las cinco de la tarde.
El quarto se irisaba de agonía
a las cinco de la tarde.
A los lejos ya viene la gangrena
a las cinco de la tarde.
Trompa de lirio por las verdes ingles
a las cinco de la tarde,
Las heridas quemaban como soles
a las cinco de la tarde,
y el gentío rompía las ventanas
a las cinco de la tarde.
A las cinco de la tarde.
¡Ay qué terribles cinco de la tarde!
¡Eran las cinco en todos los relojes!
¡Eran las cinco en sombra de la tarde!

 

 

"A las cinco de la tarde", poema de Federico García Lorca. Arriscaria que uma das minhas preferidas desde tenra idade.

publicado por swashbuckler às 19:10
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Eu = Bon Iver

O que se faz quando o nosso estado de espírito é descrito com exactidão através de uma música? Ou umas quantas músicas?

Julgo que se houvem essas músicas até à exaustão na esperança que o estado de espírito se mantenha ou se afaste, dependendo se o estado é bom ou mau está bom de ver!

É o que tenho feito. Mas depois pergunto-me, quero realmente continuar desta forma? Quero realmente tornar os meus sentimentos numa só música?

Se calhar quero, torna as coisas mais fáceis e simples!

Quando me voltarem a perguntar como me sinto eu vou responder: "Sinto-me como o álbum dos Bon Iver "For Emma, Forever Ago"!...ouve e percebes ok?"

Mas no fundo é para isto mesmo que serve a música não é? Acho que sim, e acho que os Bon Iver iam ficar contentes por saberem que em Portugal há um jovem moço que está como o álbum deles...

Já começavam era a fazer músicas mais alegres e positivas...mas enfim, a música é excelente, o resto virá com o tempo! Ou não!

publicado por swashbuckler às 22:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Casas novas

. O Rei

. Diz o roto ao nú

. A quem serve o populismo?

. Um beijo de parabéns à UG...

. Portugal não é a Grécia e...

. 21 de Outubro: Orson Well...

. Decimatio

. Coincidências felizes

. Ah...a adolescência!

.arquivos

. Agosto 2016

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds