Terça-feira, 22 de Outubro de 2013

21 de Outubro: Orson Welles e a troika

O dia 21 de Outubro de 2013 ficará marcado como o dia em que aconteceu uma manifestação de apoio à troika. Mas quando os jornalistas chegaram ao local cedo perceberam que esta manifestação era falsa e se tratava de uma acção de divulgação da manifestação de 26 de Outubro, uma manifestação anti-troika convocada pelo grupo Que se Lixe a Troika. Algumas pessoas e jornalistas criticaram esta acção, dizendo que não se brinca com coisas sérias e que o tiro pode sair pela culatra. Mas porque é que à falta de ética diária e violenta do governo e da troika temos de responder sempre com ponderação e lealdade institucional? Estamos em guerra, e é a da sobrevivência.


Foto


Porque é que este grupo decidiu fazer esta acção?

No dia 22 de Setembro mais de uma centena de pessoas esteve reunida em plenário e fechou a data de 26 de Outubro como mais uma data de mobilização contra a troika e o governo. Desde esse dia mais de 900 pessoas já subscreveram esta convocatória e o grupo tem tentado aparecer na imprensa para que o 26 seja divulgado. Ora o que tem havido é um bloqueio por parte de quem decide o que deve ou não ser notícia, este bloqueio foi tão grande quanto evidente: Comunicados de imprensa totalmente ignorados por vários órgãos; notícias que até divulgavam a manifestação mas cortavam o parágrafo que referia a data, a hora e o local; uma acção que incluiu uma conferência de imprensa e uma vaia ao primeiro-ministro com todas as televisões presentes, televisões essas que chegaram a ter no alinhamento dos seus telejornais da hora de jantar esta notícia e que depois, de um momento para o outro, a retiraram, as três.

 

Esta acção de guerrilha mediática atingiu os dois objectivos a que se propunha: furar este bloqueio informativo e provar que uma manifestação pró-troika convocada por 7 pessoas e com um comunicado ingénuo, ganha facilmente o espaço mediático cedido pelas empresas que controlam a comunicação social portuguesa.

 

 

A informação em Portugal é controlada por uma teia bem montada entre os seus proprietários e os interesses económicos e políticos a quem a imposição do pensamento único favorece. Para quem detém os meios de comunicação social e para os seus directores, o mais importante é o lucro fácil que pretendem obter através de notícias choque e de propaganda. Sabendo disto, o grupo Que se Lixe a Troika deu-lhes a provar o seu próprio veneno, fazendo-os mostrar a face corada depois da máscara se ter quebrado.

 

No meio disto foram apanhados os jornalistas, classe profissional brutalmente precarizada e pressionada. Profissionais que muitas vezes têm de fazer uma escolha simples, dar a notícia tal como ela se passou, ou ceder à pressão do seu patrão que lhes mostra o caminho da rua se não cumprirem os seus ditames. Em tempos de desemprego galopante e de fome ao virar da esquina, não consigo censurar quem opta por ceder para assim sobreviver. Posso sim pedir-lhes uma coisa, organizem-se melhor e com mais convicção, a defesa dos vossos direitos é a defesa de um país em que a informação é clara e mais imparcial.

 

Aos jornalistas que criticaram esta acção e que se sentiram desrespeitados e ofendidos pela manipulação, digo-lhes que a forma estruturada e veemente que usam para criticar esta acção teria melhor uso de cada vez que o governo apresentasse uma medida e depois a sua contrária, ou de cada vez que um spin doctor plantasse notícias que não interessam ao menino jesus só para desviar as atenções do essencial. Aos que até já tinham conseguido furar o bloqueio e dado notícia do dia 26 e aos que percebem a intenção desta acção, não preciso de dizer nada, eles sabem bem que o alvo não eram os profissionais da sua classe mas sim os seus patrões e directores que estendem o braço da troika e do governo para as redacções.

 

Nem todas as convocatórias de manifestações e acções têm de ser notícia. Uma manifestação com origem no grupo que convocou duas das maiores manifestações da Democracia portuguesa, que conta com mais de 900 subscritores onde aparecem pessoas tão diferentes e relevantes como Sérgio Godinho, Soraia Chaves, Oceana Basílio, Miguel Tiago, Francisco Louçã, João San Payo, Rita Rato, Vicente Alves do Ó, JP Simões, José Luís Peixoto, Jorge Silva Melo, Luís Aleluia, Viriato Soromenho-Marques, Octávio Teixeira, Maria João Luís... - já chega, vejam o resto aqui - e que tem já várias convocatórias noutros pontos do país, tem obrigatoriamente de ser notícia e de destaque.

 

Em 1938 Orson Welles foi criticado pela sua dramatização radiofónica da "Guerra dos Mundos" de H.G. Wells. O programa foi ouvido por 6 milhões de pessoas, metade ligou a telefonia depois do anúncio de que aquela emissão era ficção, mais de um milhão acreditou que era verdade e cerca de meio milhão invadiu, em pânico, as ruas de 3 cidades americanas criando um caos momentâneo. Apesar das críticas da altura, foi com esta dramatização que Orson Welles se deu a conhecer ao mundo e que a Cultura mundial ganhou uma das suas figuras mais importantes e interessantes. Os críticos ficaram em 1938, Welles imortalizou-se.

 

Falta agora fazer da manifestação de 26 de Outubro mais um momento histórico da luta que quer o governo e a troika como maus actores do nosso passado. Aos críticos da acção de 21 de Outubro resta-lhes escolher o lado de quem dá mais importância ao génio de Orson Welles e ao progresso ou o lado de quem prefere o cinzentismo de um governo e de uma troika que veriam com bons olhos o regresso a 1938.


 

 


publicado por swashbuckler às 13:47
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Casas novas

. O Rei

. Diz o roto ao nú

. A quem serve o populismo?

. Um beijo de parabéns à UG...

. Portugal não é a Grécia e...

. 21 de Outubro: Orson Well...

. Decimatio

. Coincidências felizes

. Ah...a adolescência!

.arquivos

. Agosto 2016

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Janeiro 2013

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds